Archive for Setembro 2012

Status de relacionamento

- Mas você não pode exigir isso se não são namorados!

Como as pessoas se importam com um status de relacionamento. Nos falamos todos os dias, o tempo todo, nos apoiamos, damos conselhos, dividimos tristezas e alegrias, desabafamos, rimos, brigamos, nos reconciliamos, pensamos, divergimos, tudo exatamente como namorados. Todos os dias e todas as noites. 

O problema é que eu estou insegura pra falar: ok, vambora nessa, coloca aí, fechou, somos agora esse unha e carne de amor, somos namorados. Sem ou com razão, eu arregaço no último minuto e não oficializo em um status do que já acontece na realidade. 

E aí o que as pessoas querem dizer com aquela frase lá em cima, na verdade, é que eu devo pagar por esse medo, por deixar o outro sem o tão aclamado status, como se isso pódium fosse.

E o fato de estarmos todos os dias juntos, compartilhando a vida, não importa? O relacionamento entre duas pessoas deixou de ser o importante diante da falta de um rótulo externo? Status pra quem se eu já ajo com a seriedade necessária? Eu sei que em parte eu estou errada, mas me sinto assim.. entendo o que as pessoas dizem, mas minha postura diante dessa relação não me deixa aceitar que eu só possa exigir coisas se eu oficializar para os outros um namoro. A minha relação é com os outros ou com ele?

Eu devo ser muito estranha mesmo..

Posted in | Leave a comment

Ex paixão ao telefone

A vida é muito doida. Essa é uma constatação meio óbvia, mas não menos verdadeira. 

Hoje não estou afim de fazer um texto bonitinho não. Vou só escrever e pronto, não estou lírica hoje (ui). Vamos lá..

Ando me sentindo a pior das piores. Uma bola, feia, nem minimamente atraente, uó. Assim, bem exagerado mesmo. E aí que eu tenho ensaiado mentalmente uma dietinha, um exercíciozinho, mas nada está indo adiante. E isso acabou por refletir no relacionamento com meu caso quase namorado.

Explico. Há algumas semanas, quando minha mãe e a amiga dela o viram, disseram que eu estava fazendo besteira em não aceitar namorar com ele, que ia acabar perdendo, já que ninguém aguenta fica esperando ad eternum. Verdade dita, desespero instaurado.

Os amigos dele inventaram uma viagem aí que não me desceu pela goela e minha vida virou um inferno. Me descabelei porque não aceitava que ele iria independentemente da minha opinião. Certo que a determinada altura ele falou que, se eu não quisesse, ele não iria. Mas o fato de eu já ter me descabelado por dias invalidou essa concessão. Vai, e vai logo.

Andava sentindo ele meio distante, mas, no fundo, eu sabia que eu que estava começando a ficar preocupada demais, gostando demais, com medo demais. Eu sabia que ele estava a mesma coisa, eu que estava paranóica pós conversa com minhas mães. 

Passaram-se os dias, e eis que essa semana uma ex paixão minha ligou. Sabe aquela ex paixão de infância, com quem você teve uma história longa, cheia de altos e baixos e isso que justamente a fez ser tão única!? Pois é. Tinha sido aniversário dele na semana passada e eu tinha mandado uma mensagem totalmente formal desejando parabéns (porque a mulher dele é uma freak ciumenta, embora eu não a possa culpar por isso).

Aí que essa semana ele me ligou e ficamos uma hora e meia no telefone conversando, depois de milhares de meses sem nos falar. Me disse coisas inacreditáveis, a exemplo de como foi bom e importante pra ele a época em que estávamos juntos e como isso ainda é muito vivo na cabeça dele. Disse horrores de maravilhas. Verdade ou não, caramba, que mulher não se apaixona por um homem apaixonado? Tá, eu, com meu caso. hahahah Mas digo no sentido de alguém por quem você já sofreu uma paixão avassaladora né. Pra mim, isso ficou lá atrás, mas não deixo de confessar que as palavras dele me dera um fôlego.

E foi eu desligar o telefone com a ex paixão para avisar meu caso, no alto da minha sinceridade, do acontecido. A conclusão? Nossa, deviam me ligar mais vezes. Os dias que se seguem são de extremo amor, carinho e paixão por parte do meu caso. Ontem até escapuliu dizendo que está apaixonado por mim. Ora, veja, de repente nasceu-se uma verborragia infinita. Ele sempre disse que é louco por mim, tenho que admitir, mas, meu Deus, nos últimos dias estes começam e terminam com palavras de adoçar os ouvidos de qualquer meninina, mulherão ou senhorinha. Uh-lá-lá..

E aí que a viagem dele é hoje e ontem ele já me atormentou contando detalhes prosaicos como, por exemplo, que horas vai e que horas volta. Eu, que já estava emocionalmente distante com o telefonema da ex paixão, voltei a ficar enebriada com a história da viagem. Sonhei essa noite que estávamos em uma festona e ele ficava com uma garota aleatória, apaixonadamente. Ahhhh que raiva. Eu gritava no sonho. Aliás, ando muito histérica nos meus pensamentos.. eu hein.

Enfim, eu sei lá, só sei que nesse redemoinho de emoções, a gente vai tentando captar o que há de bom pra ficar e pra ir embora. E, quase nove meses depois, eu ainda tenho dúvidas e nem sei mais onde começa o amor e termina o orgulho, e o que me faz estar sempre tão pouco sincronizada com os sentimentos dele. Bem, o que eu sinto é que está chegando a hora de parir essa relação definitivamente, seja pro sim ou pro não. Medo.

Posted in | Leave a comment

Inspiração de Sexta





Posted in | Leave a comment

Recording

"Bonita você já é" (3x)

Wow.. como podemos ficar tão bobas com tão poucas palavras!? Nice!

Posted in | Leave a comment

Search

Swedish Greys - a WordPress theme from Nordic Themepark. Converted by LiteThemes.com.